Portal do Governo Brasileiro

OK

22/01/2013
Portal da Transparência registra mais de 8,1 milhões de acessos em 2012

O Portal da Transparência do Governo Federal, mantido pela Controladoria-Geral da União (CGU), recebeu mais de 8,1 milhões de visitas no ano passado. O crescimento do número de acessos foi de aproximadamente 142%, ante 2011 (de 3.369.275 para 8.170.046 de acessos). Essa evolução foi incrementada principalmente após a divulgação da remuneração dos servidores do Poder Executivo Federal, a partir de 27 de junho de 2012.

A média mensal de acessos aumentou de cerca de 280 mil para 680 mil. O maior salto ocorreu de maio a junho, com a divulgação das remunerações (de 536.802 para 937.299). O mês com maior número de visitas foi julho, com 1.291.436 de acessos. Veja estatística completa

Em 2012, além da divulgação da remuneração dos servidores, houve ainda a ampliação de serviços de consultas oferecidos à população. Tornaram-se disponíveis, por exemplo, dados referentes aos imóveis funcionais, ao Cadastro de Entidades Privadas sem Fins Lucrativos Impedidas (Cepim) e ao Cadastro de Expulsões de servidores do Executivo Federal.

O Portal da Transparência do Governo Federal é uma iniciativa da Controladoria-Geral da União (CGU), lançada em novembro de 2004, para assegurar a boa e correta aplicação dos recursos públicos. O objetivo é aumentar a transparência da gestão pública, permitindo que o cidadão acompanhe como o dinheiro público está sendo utilizado e ajude a fiscalizar.

Serviços oferecidos pelo Portal

O Portal da Transparência publica as despesas do Poder Executivo Federal, com atualização diária. As informações sobre a execução orçamentária e financeira é pormenorizada por meio da consulta “Detalhamento Diário das Despesas” e os dados apresentados correspondem aos documentos emitidos no dia útil anterior.

Além disso, estão disponíveis no Portal outros tipos de consultas, tais como: gastos diretos do Governo Federal; transferências de recursos a Estados e Municípios; previsão e arrecadação de receitas; convênios com pessoas físicas, jurídicas ou entes governamentais; servidores (remuneração e Cadastro de Expulsões); imóveis funcionais; Cadastro de Entidades Privadas Sem Fins Lucrativos Impedidas (Cepim) e Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (Ceis).

 

Assessoria de Comunicação Social
Controladoria-Geral da União

voltar para o menu acessível